Blog da Lubrificação Industrial

Menu

Consumo de lubrificante

O consumo de lubrificante é composto de vários fatores e, de modo geral, é inevitável. Em sistemas de lubrificação, o lubrificante contamina-se, tem suas propriedades necessárias esgotadas, exigindo a sua troca e, no caso de operações de corte de metais, há perdas inevitáveis por arraste. Mesmo com eficientes programas de reciclagem de lubrificantes, o volume de lubrificante a ser comprado é sempre superior ao volume reciclado.

Uma outra área de consumo inevitável encontra-se nos sistemas de lubrificação por perda total. O consumo de óleo em ml/hora, nesse caso, pode ser calculado a partir de informações documentadas. Assim pode ser dimensionado o consumo teórico e comparado com o consumo real. O consumo real, via de regra, é superior e, além de resultar em maiores custos da lubrificação, pode contribuir para a poluição ambiental. Baseado nas informações sobre o consumo calculado pode-se citar um exemplo de um mancal de rolamento com 40 mm de diâmetro por 22 mm de largura necessita de 40 x 22 x 0,003 = 2,64 ml/hora.

 

Vazamentos de lubrificante

Uma fonte grande para consumo de lubrificantes e potencial causa de poluição ambiental são vazamentos externos de lubrificantes e produtos afins. Nenhum programa de redução de custo da lubrificação pode deixar este aspecto de lado. A exigência do CONAMA de manter registros sobre compra, utilização e alienação do óleo usado deixará grandes lacunas entre a comprovação dos volumes comprados e os alienados puramente pelos vazamentos. A não comprovação de um volume maior pode atrair sobre a indústria suspeitas custosas e difíceis de serem desfeitas quando há contaminação do lençol freático na região.

Por exemplo, o custo anual de um vazamento de 1 gota a cada 5 segundos, resulta numa perda anual de 190 litros, ao custo de R$ 5,00 x 190 litros = R$ 950,00. Como numa indústria usualmente há mais de um vazamento de óleo, um programa “caça-vazamento” pode resultar em economias apreciáveis, talvez até superiores ao custo da mão de obra empregada na lubrificação.

Categories:   Home, Oleo

Comments